No Balcão do Quiosque

terça-feira, 30 de julho de 2013

JUCA E ANA PAULA


Juca nunca namorou na vida, apesar dos seus 88 anos. Minto! Ele namorava a Ana Paula Padrão toda noite quando assistia o Jornal da Record [na verdade nem prestava atenção às notícias, mas sim na moça] . Era sua namorada. Gostava da sua voz firme e macia, do olhar direto que lhe arrancava suspiros e do sorriso largo quando lhe dava boa noite. Todo dia lá estava ela no único cômodo que era sua casa. Até que dia 20 de março desse ano foi o último dia que a moça apareceu para lhe visitar. Sumiu...

Juca ficou emburrado com o vizinho que cuida dele. Foi mais de um mês sem lhe dirigir uma única palavra. O vizinho tentou de tudo para saber o porquê da revolta e raiva, mas Juca apenas lhe devolvia o silêncio e o desprezo...  Depois de longo período calado ele desengasga o que lhe fere a alma:

- Pensa que não sei? Eu sei... Ela nunca mais veio me ver porque você fez saliências pra ela! Ficou de cueca na frente da minha namorada e ela ficou zangada comigo, e nunca mais veio me visitar.

O vizinho pensou, pensou e lembrou que no dia da despedida da moça do Jornal da Record, ele estando sem chuveiro e pediu para tomar banho na casa do Juca. Tirou as calças e camisa e colocou em cima da cama [já que não tinha cabide no banheiro] e rumou para o chuveiro de cuecas... E não é que a Ana Paula estava justamente nesse dia dizendo que ia sair do jornal da Record para “Cuidar das causas da mulher.”? Não adiantava dizer que a culpa não era dele, pois para um coração apaixonado era impossível argumentar as tecnologias e as suas possibilidades...

Juca ficou sem a única e agraciada namorada. Perdoou o amigo, mas mesmo hoje, quando lembra do sorriso que ela lhe dava, sempre vem uma magoazinha...

Marly Bastos







7 comentários:

✿ chica disse...

rssssssssss... Que maravilha te ler! Adorei. Leve, livre, solto! Muito bom! beijos,chica

Smareis disse...

Marly, muito bem bolado esse texto. Muito gostoso de ler... Coitado do Juca ficou sem a namorada.
Ana Paula Padrão deu uma sumida, achei que ela ia ficar bem mais tempo na Record. Ela é uma excelente jornalista.

Deixo um beijo e desejo de uma ótima semana!

Tem atualização, passa lá pra ver...

☆Lu Cavichioli disse...

kkkkkkkkkkkk Genial e inteligente sua crônica, Marly!
Super bem conduzida e sem mimimi!

A_DO_REI

bacios querida!

Simone Melo disse...

Oi linda...Gostei do loiro, mas te achava poderosa com o ruivo...Volto para te ler depois...beijocas linda!

Marco Rocca disse...

Belo conto escritora! Quem nunca teve uma paixão impossível? Parabéns!

Patty disse...

KKKK, QUE DELÍCIA, ACORDAR CEDINHO E JÁ ME DEPARAR COM ESTA DELICIOSA, COMÉDIA BEM ELABORADA E SEM ENRROLAÇÃO, KKKK DIVERTIDÍSSIMO, KKKKK MTO BOM MSM, ADOREI.

BJS

PATTY.

Jorge Ramiro disse...

Eu amo ler, e eu também gosto de escrever poesia. Às vezes, alquilo alguns apartamentos em buenos aires para escrever. Eu gosto de mudar de cidades, me inspira.