No Balcão do Quiosque

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Papo Ecológico 1

O reino animal tem suas curiosidades e maneiras bem próprias de agir. 
Mesmo um animal doméstico que, de certa maneira, tenta arremedar seus donos, age na maior parte do tempo, segundo os costumes milenares de sua evolução.
Aspectos interessantes como a maneira de caçar, soluções para entocar-se e dormir, hábitos noturno ou diurno e etc., foram desenvolvidos durante milhões de anos e não serão perdidos, mesmo por um animal obeso e preguiçoso, criado sobre uma almofada de veludo.


E a chave está exatamente na palavra EVOLUÇÃO.


Todos os animais, domésticos ou não, vem evoluindo (a despeito de nossa interferência) durante centenas de milhões de anos. Conseqüentemente, não será com alguns milênios de enchessão de saco (ou encheção de saco - quem souber, me avise), que o homem alterará os princípios básicos comportamentais de nossos amigos “inferiores e irracionais”.


Interessante é notar que a mesma palavra, EVOLUÇÃO, seja a resposta para tantas coisas erradas que a raça humana tem feito.


O ser humano queimou etapas.
Enquanto nossos colegas “sem alma” estavam lutando e evoluindo para perpetuarem-se, o homem estava no “Limbo”, aguardando Deus amassar o barro para colocá-lo como senhor dessas terras.

Conclusão: Despreparado e sem experiência para assumir a chefia do departamento, o ser que se julga a imagem e semelhança do Criador, desandou a fazer cagada. É efeito estufa, é degelo na Groelândia, é doença pra todo lado, é merda pra todo canto.
O resultado a gente vê no Oriente Médio, na Amazônia, em Washington, Brasília, e vai por aí a fora. Onde tiver muita gente junta, tapem as narinas,  "alguma" eles estão aprontando.


Mas toda essa coleção de asneiras está plenamente justificada. Afinal, o homem é o único animal racional, político e religioso que existe. Aspectos que somente uma espécie alienígena  poderia apresentar.


Acreditem, nós não somos desse planeta.

Marcos Santos
Rio de Janeiro

3 comentários:

Chica disse...

ESTAMOS aqui, evoluindo...ou entando evoluir...abração,tudo de bom,chica

neo-orkuteiro disse...

Gosto bastante dessa tese de que nós somos alienígenas, Marcos. Pessoalmente, identifico-me. Nesse post, o 1 do titulo sugere que haverá continuação. Bom. Abraço

CLARIVIDENTES DA REALIDADE disse...

É preciso pensar mesmo sobre o real significado dessa "evolução" em massa,talvez possa ter efeito maior em um nível individual,ou quem sabe alguns podem realmente estar interligados aos alienígenas e outros não...isso é uma questão para reflexão!
Adorei o seu blog,um abraço...