No Balcão do Quiosque

sábado, 7 de maio de 2011

Sem Verbos


     De onde?

     De um desafio antigo,

     De um soneto empacado,

     De um bate-papo amigo,

     De um coração namorado.

SONETO SEM VERBOS

Um soneto sem verbos - desafio
De um amigo mais da onça do que meu;
Uma quadra, talvez, só por desfastio...
Talvez não ... e um tchau do amigo teu.

Mas rendição nunca! que vergonha!
Nunca a derrota! A fuga, não!
Covarde! Temeroso! Vil pamonha!
A um poeta, tais epítetos ao chão!

Calíope! Euterpe! Clio! Erato!
Ágil Terpsícore! Musas belas!
Doadoras de luz, de aquarelas!

Socorro! Sus ao poeta, ao insensato,
Ao campeão vosso, ao vosso amor,
De um soneto sem verbos fazedor!

12 comentários:

Xipan Zéca disse...

Arrasou,,,, rss

Abraços meu amigo Barcellos...

Deussssssskiajude
Tatto

Leonel disse...

Não tem mais o que inventar, né?
Igual aqueles caras que tocam jazz...experimentam tocar as músicas pulando notas, ou acrescentando notas, numa espécie de linguagem do "p"!
Quem tem muita criatividade, fica entediado com as coisas simples, e acabam saindo coisas inusitadas como estes versos!
Como sempre, eu só posso aplaudir!
Abraços!

Milene Lima disse...

Esse homem é incansável, meu Deus! Muito bom essa inquietação toda, porque nós é que saímos lucrando...

Bendito amigo da onça!

Beijos, poeta inventador.

Lu Cavichioli disse...

IMPAGÁVEL!
RR, vc é massa, como diria uma mocinha lá das Alagoas e que eu chamei de Milena outro dia! kkk

Vc arrebentou meu amigo!
supermegabeijo da Lu

Parapeito disse...

...Mas rendiçao nunca!
Gostei deste "pastel"
brisas doces para todos*

Graça disse...

Bravo, meu amigo poeteiro!!rs
Bravo!!!
Versos sem verbos não são apenas um desafio...são uma verdadeira 'tentação' aos nossos neurônios!
Estão perfeitos.
Parabéns!
Abraços e laços,
Graça Lacerda

Graça disse...

Querido...

como sumiu meu comentário, repito que vc foi perfeito com essa riqueza de versos sem verbos!
Abraços,
Graça

João Esteves disse...

Parabéns pela originalidade, Barcellos.
Compor um soneto já não é coisa fácil, em si. Um soneto 'diferente', como esse, então...

Ma Ferreira disse...

Olá..Olha só o tempo que perdi.
Não vinha ao seu quioque com medo de engordar..rs
E perdi estes lindos poemas que vc escreve.

Este da postagem perfeito.
Muito original.

Parabéns pelo DOM!!

Fique com Deus!

Ma Ferreira..

te convido a conhecer meu blog: mdfbf.blogspot.com

Ma Ferreira disse...

AMIGO: VISITE O BLOG DA MINHA AMIGA VIVI..
O POEMA POSTADO POR ELA É OBCENAMENTE LINDO!!

O link é: http://videcampos.wordpress.com/2011/05/20/amor-em-pedacos-versos-47/

Ma Ferreira

Ma Ferreira disse...

Bom dia!!

Vim te agradecer ao gentil comentario deixado em meu blog
Uma semana. cheia de inspiracao a vc!!!

bjkas

Ma

Darwin Bruno disse...

Muy interesante tu espacio. Ha sido un gusto visitarte y leerte. Te estoy siguiendo con el permiso tuyo.Muchas bendiciones para ti. Te envío un fraternal saludo.La paz quede contigo.

http://socialculturalyhumano.blogspot.com/