No Balcão do Quiosque

domingo, 23 de setembro de 2012

Olhares e rimas perigosas...


Imagem daqui


Naquele prédio, de tudo acontecia...
Dona Marina, tinha diversão garantida a na janela do prédio à frente, tuuuuuuuudo via!!!

Lá podia ver a D.Julieta, que não sabia mais fazer careta.Estava séria, ensimesmada. Uma "porreta"!

Seu Pedroca, nunca mais lá da janela lhe acenara. Estava preocupado em brincar de mocinho ...Mas já nem mais sabia o que era uma ....bota!

AH! Dona Clarimunda! rs Essa, nunca mais  teve a mesma .....alegria!

Tinha a Dona Tereca que de longe, ao banhar-se podia dali ver toda a........ meleca que fazia.

Tinha seu Pinto que tocava violão, cantando com sua voz bem fininha...
Dona Marina que de lá tudo via, apenas sorria...
Ah! Que saudades dele ela sentia!

Chegava a noite...
Janelas se fechavam luzes se apagavam.

As lanterninhas, que eram os olhos da Marina,  mais se acendiam, procuravam...
Tinha o casal de velhos que de touca dormia e...nada acontecia!

Tinha o casal jovem que de janela aberta...a deixava cada vez mais desperta!
Chegava a se enrolar na coberta, deixava apenas os olhos descobertos para ver...gemer!

E quando o dia ,prestes a raiar, só então Marina do chão a se levantar...
Caia dura de sono  na janela, mas não perdia nenhuma fofoca.Como viver sem ela?

Coitada da Marina, um dia um vizinho a viu...
Virara estátua! Não mais se mexia! mas ali ainda jazia. Mas que .....!!!

*************


* Dedicado às várias Marinas que encontrei pela vida. Todas já "estátuas"!
Assim que vi essa linda imagem, lembrei!

 **Voltando ao Quiosque na chegada da nova estação, cheia de alegria e força, agradeço a Lu e desejo que seja linda para todos nós ,seja Primavera para nós ou Outono para os amigos do outro lado...



8 comentários:

Lu Cavichioli disse...

Oi Chiquita, agora sim nosso jardim em volta do Quiosque irá florescer mais rápido. Eis que nossa Joaninha voltou e em grande estilo com essa historieta muito divertida, porém super verdadeira porque há muitas MARINAS (AINDA) VENDO A BANDA PASSAR - petrificada- talvez por não etr descoberto eu lugar no espaço e nunca ter exprimentado sorvete de morango rs!

bacios Chiquita e seja super bem vinda de volta!

✿ chica disse...

Obrigada pelo acolhimento,Lu! beijos,lindo domingo!chica

Marcos Santos disse...

Muito bom Chica. Mas me explique uma coisa: A palavra "bota", que seu Pedroca não sabia mais do que se tratava, era a bota de calçar, ou o contrário de "tira", ou fica para nossa imaginação? ...pois a minha é muito fértil.

Lu Cavichioli disse...

kkkkkkkkkk Oi Marcos, bom dia! Acho que essa "bota" aí naum é de calçar naum... ela deve fazer parte da sua imaginação fértil.
Ai, olha eu aqui me metendo em papo alheio... Mas achu que aqui no Quiosque naum tem disso naum, né Marcos.

abraços!

✿ chica disse...

Marcos...rsss è bom deixar a imaginação correr e preencher os pontinhos como quiserem rimar, apesar de depois, eu, para salvar os "bons costumes", coloco uma alternativa...rs
Valeu! abraços,chica

Ana Bailune disse...

Boa tarde, Chica e demais Quiosqueiros! estou adorando participar do espaço, e amei ler esta crônica, lá do alto da janelinha do último andar... rsrsrs

#*Marly Bastos*# disse...

Boa noite, li a história da Chica rindo aqui desse caso enrolado e muito humorado.
Parabéns Chica!

João Esteves disse...

Imagino, Chica, se a todas as fofoqueiras de plantão se desse o mesmo que com a mulher de Lot, o da Bíblia, que olhou pra trás apesar da ordem e virou estátua no mesmo instante. Lembrei disso ao ler seu bem humorado "Olhares e rimas perigosas...". Beijo.