No Balcão do Quiosque

terça-feira, 26 de maio de 2009

O prazer da leitura e da Escrita




Andei por ai em rimas e versos. Conhecendo os mistérios humanos revelados nas palavras.Perdi-me em devaneios, idéias e apreços. Cai na armadilha das prosas e das crônicas, tropeçando em estilos românticos e contemporâneos.
A literatura é um comportamento viciante. Quando nos damos conta estamos visceralmente à procura dela, afoitos por nos embriagar dos vocábulos , de versos e frases que nos levam a delirar e criar fantasias em nossa imaginação.
Uma voz inteligente clama dentro da gente e a meu ver a literatura serve para acalmar os ânimos e eliminar preconceitos. Como é bom ler, exercitar-se na arte de conhecer palavras, jeitos novos de escrever e vivenciar personagens, aqueles que jamais conheceríamos, não fosse um escritor criá-lo e transportá-lo para o papel.
Ao longo de nossas leituras vamos cultuando escritores e personagens , nos deleitando com o jeito de cada um inventar usos de linguagem , reformulando, reinventando , reconstruindo emoções, sentimentos, idéias e ações.
Ser feliz é ser uma leitora assídua, participativa, avançando pelos vários mundos descritos de formas maravilhosas e a cada página organizar melhor o pensamento, interpretando cada vez mais o mundo em seus vários aspectos e significados.
É uma sensação deliciosa estar envolvida física, mental e emocionalmente com a leitura de uma obra literária, deixando que ela ocupe todos os espaços vazios, abrindo caminhos para que ela preencha as faltas. Momentos inesperados, caminhos novos, estímulos que levam a pensar, a refletir, a inconformismos.
Para aquele que lê , o mundo sai de seus aspecto físico e o leva para mundos imaginários, outras dimensões, paraísos de estórias reais e fictícias. Ler é descobrir o mundo, a si mesma e ao outro. Ler é estar em sintonia com a melodia do universo.Escrever é cantar e dançar a mesma música.

7 comentários:

RAMOSFOREST.ENVIRONMENT disse...

Ler, escrever, cantar. Uma receita mágica para a realização pessoal.
Mas, as vezes, precisamos de uma madrinha!
Abraços
Luiz Ramos

Rosemari disse...

Rsss e quando encontra é uma verdadeira festa de palavras...o afilhado tem que dom ..a madrinha so batiza...
Adoro ser sua madrinha Luiz....

Lu Cavichioli disse...

opa, tb quero uma madrinha! rsrsrs...

Rose, excelente seu texto de estréia. Uma viagem entre o contar e o cantar.
Supimpa!

bjs linda!

Antonio Paulo disse...

Essa viagem
a procura de rimas e versos
feita pela poetisa das rosas
encantou-me nesse mundo de prosas.

Belo espaço entre o sonho e a realidade.

Djabal disse...

Ler é ser modificado pelas palavras?
Beijos.

♥ Denise BC ♥ disse...

Rose
Aceitando o agradável convite estou aqui para prestigiar e acompanhar esse espaço encantador. Seu texto inaugural está primoroso.
Bjs

Chica disse...

Lindo tudo isso! Ler e escrever , além de cantar , mesmo que desafinando, faz bem!beijos,chica