No Balcão do Quiosque

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Um pouco da história do Quiosque



BOCA NO TROMBONE – primeira chamada:

Luiz Ramos(Forest) cadê você meu amigo que escreve sobre pássaros, lagoas, por de sol e toda sorte de naturezas? Traga para o Quiosque essas imagens e pendure na parede lateral, aquela da escada que leva ao andar onde está Rosemari . Mas, Luiz, não esqueça de trazer seu álbum de fotos porque os clientes estão pedindo.

Por falar em Rosemari onde estará ela hein? Ah, já sei: provavelmente está no salão róseo cuidando de nossas rosas, perfumando e enfeitando todos os ambientes de nosso Quiosque. Ela passa por aqui com seu sorriso e coração iluminados povoando de estrelas o teto róseo do salão que tem asas, ela mesma as colocou. Lá ela cultiva suas flores e amores sua literatura com rosas.

Ei Marcooooooosssss onde tá tu rapaiz?? O pessoal que acorda cedo passa por aqui e quer ler a edição fresquinha , saída do forno,de suas tão inteligentes e bem humoradas crônicas. Vem logo que a fila tá grande.
O Marcos tem uma sutileza gostosa em falar de saudade, dos tempos idos de sua infância, promovendo doces viagens a todos que lêem suas histórias.
É nossa máquina do tempo!

Joice das palavras certeiras é dona do Quiosque também e nos ajuda com a recepção dos clientes servindo a eles sonhos e milagres, recebendo-os no sofá que fica na varanda oeste do Quiosque e que tem uma vista linda do por de sol.
O sofá está lotado querida e todos perguntam por ti, o que eu faço?

Ontem eu tentei falar com a Madalena, mas a Bruxauva me disse que ela viajou novamente para o mundo fantástico e que vai participar da Convenção Anual das libélulas e trazer novidades para o Quiosque.
Dessa vez você está perdoada Magalinda, mas volte com a cartilha recheada, pois a saleta dos morangos anda tão triste sem você!

Leandro Soriano anda às voltas com seu caderninho perfumado de poemas e novas histórias. Sua escrivaninha tá meio empoeirada meu querido, mas eu passei por lá e deixei tudo em ordem. Coloquei até um pássaro silvestre em gaiola dourada pra te inspirar mais.

Ouço um Ô DE CASA e logo corro até a porta da frente e advinha quem eu vejo? O Sr. João Alves, nosso neo-orkuteiro de plantão. O convido a entrar e ir direto pra copa tomar um cafézinho da hora e já aproveitando pra dar uma bronca e dizer que o Bonde tá andando e a fila também, porque até hoje ele só veio passear no Quiosque e nada de cuidar do jardim que ficou a seus cuidados.
João, as mudas estão todas esperando por suas mãos de paisagista das letrinhas que pululam em terra fértil.
Mas ele prometeu plantar uma semente, vamos ver.

Quiosque cheio, fila no balcão central, burburinho na ala oeste, aglomerado no salão róseo, passos na escadaria das imagens, mãos remexendo o jardim, trinados engaiolados na escrivaninha e o forno apitando com novas edições...

xiiiiiiii, CADÊ A LU?

13 comentários:

tita coelho disse...

ahahahahah... Adorei a chamada geral nesse pessoal talentoso que faz parte do blog!
Beijos Lú

Rosemari disse...

Oi Lú querida
Estou aqui amiga cuidando das rosas do meu jardim, mas não esqueçõ dessa ´rosa especial que é você . Me aguaarde.
Adorei a chamada!!

beijos

Marcos Santos disse...

Hehehe

Estava escrevendo um texto sobre perfis quando li seu comentário. Ele está no forno (rascunho) do quiosque. Só esperando a cerveja gelar.

Beijo

Lu Cavichioli disse...

rsrsrs.. oi Tita, o quiosque estava muito quieto né? Peguei o trombone e assoprei.
bjão

Lu Cavichioli disse...

Claro Rose, as rosas daqui são lapidadas por ti e nem pense em descuidar delas, muito menos da rosa administradora rsrsrs...

te aguardo sim, e como não?
ultrabeijos

Lu Cavichioli disse...

... kkkkkk mas que coincidência heim Marcos?

A fornada está quase pronta então?! A pedidos, a cervejinha tá gelando.
bj

Ramosforest.Environment disse...

Estou chegando!!!
Luiz Ramos

Lu Cavichioli disse...

Manda bala Luiz!!

Joice Worm disse...

Eu já cheguei! Hehe.... Muac!

Lu Cavichioli disse...

Se achegue linda Joice que o sofá está lotado à sua espera.

neo-orkuteiro disse...

Ora, Lu, meu Bonde anda "Martinho da Vila", bem devagar, devagarinho, mas pelo menos ainda está andando, embora à base de combustível reciclado (do defunto Veleidades, GO).
Ando mesmo com pouco tempo livre autalmente. Trabalho demais. O ritmo está alucinante, mas se não for assim sabe como é, a as contas que continuam chegando cada vez mais ferozes. É isso que me leva a essa fase de "ergofilia", de "workaholism", a essa hiperatividade em detrimento da blogosfera.
Mas qualquer hora dessas tudo se normaliza.
O trombone tocou bem no tom, parabéns pela original revelação de seus dons musicais. Adoro este quiosque.
Beijos

Lu Cavichioli disse...

Dá-lhe João vai nessa meu amigo que nossas contas chegam a todo vapor e se não suarmos a camisa quem o fará?
Mas continuamos aqui, e da porta do Quiosque, meu amigo, vc tem a chave.

Beijos meu querido e apareça!

Chica disse...

MUITO LEGAL ESSE TOQUE PARA CADA UM,LU!UM BEIJO,CHICA