No Balcão do Quiosque

domingo, 30 de janeiro de 2011

Jardins Suspensos



Navegando sobre a dualidade: " Homo-Sapiens / Modernidade"- desaguamos no espetáculo da vida, onde o protagonista nos espera com as luzes da ribalta acesas e a platéia farta de tanta podridão!

É sabido que tempos complexos passam bem debaixo de nosso nariz e nós nada fazemos, porque estamos, (ou) somos impotentes diante do caos que se instalou sobre as vertentes dos valores.

Dos Jardins Suspensos da Babilônia, enxergamos uma Sodoma e Gomorra dos tempos modernos estampada nas telas, telinhas e telões. Escancarada, sorrindo cinicamente, deturpando nossas crianças e nossos jovens. Maculando a tábula rasa - intrínsinca e genial do nascimento.

Tempos Bárbaros!
Um século recheado de impunidades, que abre os portões para a chegada triunfante de um novo tempo, que mostra seu rosto retorcido, desgrenhado e violentado.

Vítimas estão dos falsos moralistas, das impunidades desmedidas, dos anticristos e dos engomados colarinhos brancos.

O que esperar de um mundo quase falido, de uma sociedade que claudica ante bestas-feras?

by Lu C.

5 comentários:

Leonel disse...

Esta é uma boa questão!
Será que nada vai acontecer para mudar o que está indo para o brejo?
Eu ouvi uma vez uma frase que dizia que para o mal triunfar, basta que os bons nada façam!
Teve uma ocasião em que o clamor popular fez as coisas mudarem e alguém não deixou a vaca ir para o brejo!
Agora, eles estão de volta!
Será que os bons vão ficar calados?

Milene Lima disse...

Que desabafo, heim menina? Não acredito que sejamos impotentes, talvez estejamos omissos... Acho que as pessoas perderam o costume de se indignarem e acham normal qualquer bizarrice com que se deparam nos meios de comunicação.

Infelizmente!

Beijos, Lu...

Xipan Zéca disse...

Lu...
Em minha vã capacitude de opinar digo.. rsrs
"O ser Humano é dotado de um poder sobre-humano de pensar, imaginar e fazer... E que pelo simples fato de não saber como controlar e usa-lo da maneira correta obstem-se em sua mediocridade..."

DeusssssssskiNosAjude
Tatto

Dulce disse...

Minha querida amiga, li e reli cada palavra, cada linha.Pensei e repensei em cada palavra, em cada linha. Encontrei em cada palavra, em cada linha, a mais pura expressão da verdade de um momento que se estende há muito por esta nossa generosa e sofrida terra. E confesso que não sei "o que esperar de um mundo quase falido, de uma sociedade que claudica ante bestas-feras"...
Só sei que é triste demais, Lu...
Beijos

Regiane "Carrie" Alencar disse...

Oi Lu.
Não sabia onde responder tua pergunta, achei melhor responder neste post.
Tenho 30 anos.